O Revisor

O revisor se define não por seus conhecimentos, mas por seu perfil psíquico. A revisão é mais que uma profissão: é uma neurose. Essa neurose se caracteriza como uma espécie de sacrifício consentido pelo revisor; é um tributo à saúde da edição. O revisor se oferece, sempre, em sacrifício à Deusa do Idioma, portanto todos aqueles que se dedicam a esse ofício nunca serão normais.

Para o revisor, o importante não é o que ele sabe, mas o que ele está consciente de não saber ou, pelo menos, não saber totalmente, e que por isso exige permanente verificação.

O exercício da profissão do revisor pode ser descrito, perfeitamente, como uma “leitura angustiada”. O seu trabalho é, justamente, evitar que todos os outros seres humanos necessitem fazer essa leitura angustiada.

Sophie Brissaud - La lecture angoissée ou la mort du correcteur
(tradução de Sandra Baldessin)

Um comentário:

Marli Boldori disse...

Boa noite,achei extremamente interessante a definição de revisor.Realmente,o revisor se angustia ao ler o texto que deverá ser entregue para vários leitores,os quais desejam uma leitura sem a tortura da neurose do certo e errado,da concordância,das amarras da escrita,da coesão,enfim da superfície clara.Excelente blog.Abraço!